Governo alemão proíbe a utilização de aplicações como o Waze

O verdadeiro problema não tem a ver com as aplicações que nos indicam o melhor caminho a percorrer do ponto A ao ponto B. Estas aplicações recolhem dados como as informações sobre o trânsito, que depois disponibilizam aos seus utilizadores, facilitando a escolha do melhor trajecto.

O motivo pelo qual as autoridades alemães resolveram proibir estas aplicações prende-se com o facto de identificarem, também, onde estão instalados os radares de velocidade da polícia.

Assim, foram aprovadas leis que interditam aplicações que revelem este tipo de informação.

A Google, através dos seus advogados, defende outra interpretação da lei, de forma a evitar a proibição desta aplicação.